ENVIA-NOS UMA MENSAGEM geral@rostosolidario.pt
CONTACTA-NOS +351 256 336 001
(Chamada para a rede fixa nacional)
FAÇA UM DONATIVO

 

A 24 de Fevereiro, as tropas russas invadiram a Ucrânia, iniciando a guerra. Esta ofensiva contra a nação ucraniana levou à destruição de muitas localidades e ao grande êxodo de civis.

Como a região onde se encontram os Missionários Passionistas, em Smotrych, tem-se mantido pacífica, foi-se podendo acolher várias dezenas de pessoas que fogem das regiões afetadas por operações militares.

Para além das 25 a 30 pessoas (idosos, doentes e deficientes) que se encontravam em abrigo permanente nas instalações da Casa da Misericórdia, estas instalações servem atualmente também de refúgio de guerra para muitos. Alguns dos que chegam pernoitam, outros encontram um lugar de descanso durante alguns dias, antes de decidirem o que fazer a seguir mas muitos ficam com a esperança de que a situação melhore. É nesse sentido que se proporciona a todos os recém-chegados o que é necessário para sobreviver, pois muitas dessas pessoas não têm praticamente nada.

No final de Abril, o donativo de 8.250€, reunido pela campanha de Apoio à Ucrânia que a Rosto Solidário levou a cabo, chegou para ajudar as cerca de 52 pessoas que se mantêm nas instalações dos Passionistas. Este apoio, já agradecido formalmente pelo responsável Provincial dos Passionistas da Ucrânia (Frei Lukasz Andrzejewski CP), servirá para dar resposta à alimentação, medicação, outros materiais médicos e de higiene.

Os trabalhos de apoio não seriam possíveis sem a ajuda de muitas pessoas como as que participaram nesta campanha ou aquelas que o fazem com uma palavra amável ou outro tipo de donativos.

Futuro incerto, mas esperançoso

O mundo em que vivemos está a mudar de forma extremamente dinâmica e a situação na Ucrânia tem vindo a agravar-se. O maior desafio é a situação demográfica e a migração de pessoas de aldeias e cidades para grandes centros e para o estrangeiro. Smotrych e as cidades circundantes começam também a despovoar-se. Daí a decisão de abrir-se um novo apoio numa cidade maior. As necessidades são enormes e as possibilidades dos Passionistas no terreno modestas, mas com a ajuda de todos pensa-se conseguir dar o melhor suporte a esta situação de crise, mas também de esperança.

 

Subscreva a nossa newsletter