PT | EN
ENVIA-NOS UMA MENSAGEM geral@rostosolidario.pt
CONTACTA-NOS +351 256 336 001
FAÇA UM DONATIVO

E-Crafts

E-Crafts

Estado: em execução
Início:  março 2021
Conclusãofevereiro 2023

Parceiros
: Rosto Solidário – Portugal, ASPAYM – Espanha , CEIPES – Itália

Entidade Financiadora:  Erasmus +

O projeto E-Crafts tem como proposta central as dimensões sociais e artísticas, focando-se na educação e formação de adultos com menos oportunidades, para que desenvolvam competências para a sustentabilidade e o bem-estar, através da Arte e dos Saberes Artesanais.

Este projeto surge no contexto da pandemia de COVID-19 que tem vindo a afetar todos os segmentos da população à escala mundial e de forma muito particular, os grupos sociais que já eram os mais vulneráveis e todo o setor cultural e artístico, agravando questões já antes sentidas por estes.

Posto isto, nasce o E-Crafts, um projeto cujo objetivo principal é contribuir para a capacitação de adultos com ferramentas que potenciem o exercício da Criatividade na busca de soluções inovadoras em resposta aos desafios atuais de preservação ambiental, de cooperação intersectorial, de preservar saberes e herança cultural, promovendo a inclusão social e o bem-estar das pessoas.

Perspetiva-se assim a interação entre diversos beneficiários, todos profundamente afetados pela pandemia, desenhando-se consequências positivas para todos, tanto em termos de processo como de resultados esperados: Artistas e Artesãos, idosos, pessoas portadoras de deficiência, migrantes e técnicos sociais.

O projeto é promovido por três ONG’s de Portugal – Rosto Solidário, Espanha – ASPAYM, e Itália – CEIPES que têm como denominadores comuns:
– Histórico de trabalho ativo com adultos, em especial com grupo com menos oportunidades;
– Provêm de países e regiões nos quais a dimensão cultural e de tradições de artesanato poderão ser capitalizadas;
– Têm experiência na implementação de projetos com jovens e adultos e no desenvolvimento de materiais educativos.

Complementando este consórcio surgirão ao longo do projeto outros associados e parcerias locais com intuito de dar voz e vez aos artistas e artesãos da região, prevendo-se envolver as instituições locais que já realizaram/realizam ações envolvendo estes cidadãos sejam de escolas artísticas ou tecnológicas, associações de artistas/artesãos.

Este projeto segue uma lógica de aprendizagem não-formal e informal no desenvolvimento, teste e disseminação de produtos intelectuais que garantam uma educação de adultos, numa lógica de desenvolvimento de competências através do uso e da valorização da criatividade e da arte e da preocupação ambiental – upcycling (redução de resíduos e diminuição da exploração de matéria-prima).

A metodologia proposta baseia-se na cooperação ativa e horizontal entre os três parceiros no âmbito de um quadro metodológico assente no envolvimento de stakeholders, em metodologias participativas e na promoção de um diálogo sobre questões da criatividade, inclusão, empreendedorismo e ambiente.

Transversalmente pretende-se implementar atividades a partir do conceito de Residência Artística.

Funcionando como incubadora de iniciativas, estéticas e reflexivas na educação de adultos, bem como a oxigenação ou uma nova injeção de ânimo nas artes, saberes e fazeres tradicionais.

Envolverá, como participantes: artistas, artesãos, técnicos de ONG e voluntários, que de forma horizontal e em partilha de saberes, testarão um conjunto de técnicas de upcycling.

O projeto terá três produtos intelectuais:

Training Guidelines que terá uma proposta metodológica de educação de adultos, adaptada a pessoas vulneráveis como idosos, pessoas portadoras de deficiência e migrantes, que tem por base a dinamização de ateliers de upcycling;

Educational Videos Toolkit que, disponibilizado numa plataforma online, conterá 18 vídeos com técnicas de upcycling apresentadas passo a passo.

Sustainability plan que apresentará cenários futuros de empreendedorismo social como forma de dar continuidade iniciado no projeto.

Além disso, o projeto prevê ainda reuniões transnacionais, uma formação transnacional num formato de residência artística que juntará 27 participantes.

Os eventos multiplicadores serão também dinamizados em formatos de residências artísticas, uma por país.

No decorrer do projeto os beneficiários diretos serão 212 pessoas, dos quais 137 artistas/artesãos/educadores/técnicos e 69 aprendentes.

Ao produzir recursos inovadores de educação de adultos espera-se que após dois anos do final do projeto um conjunto de 150 organizações tenham usado os mesmos.

Por outro lado, os mesmos serão ainda usados por um grupo-alvo diversificado, desde técnicos e/ou artistas que usem os materiais para dinamizarem as suas próprias sessões a adultos com menos oportunidades (idosos, minorias, pessoas com deficiência) que usem os vídeos numa lógica faça-você-mesmo.

Galeria

Subscreva a nossa newsletter